Sábado
17 de Abril de 2021 - 
Experiência, Honestidade e Compromisso a seu Serviço!

Controle de Processos

Aqui você acompanha seu processo, através da senha criada no escritório!

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,63 5,63
EURO 6,75 6,75

Newsletter

Call Center

Sede Silvânia - GO

Rua Antônio Leão Neto 40 
Centro
CEP: 75180-000
Silvânia / GO
+55 (62) 3332-2030+55 (62) 3332-1572

Sede Palmas - TO

Av. Teotonio Segurado, Ed. Amazônia Center s/n Sala 902, Em Frente ao Fórum de Palmas
Plano Diretor Sul
CEP: 77016-002
Palmas / TO
+55 (63) 3322-7278

Sede Goiânia - GO

Rua 136 761 Qd. F-44, Lt. 2-E, Ed. Nasa Business Style, 11º Andar, Parte D-32
Setor Sul
CEP: 74093-250
Goiânia / GO
+55 (62) 3602-0757

Previsão do tempo

Hoje - Leopoldo de Bul...

Máx
28ºC
Min
16ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Leopoldo de ...

Máx
28ºC
Min
16ºC
Pancadas de Chuva

Hoje - Vianópolis, GO

Máx
27ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Vianópolis,...

Máx
29ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva

Hoje - Silvânia, GO

Máx
28ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Silvânia, G...

Máx
29ºC
Min
18ºC
Pancadas de Chuva

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Home

Presidente da Coordenadoria Estadual da Mulher participa de lançamento de projeto contra feminicídio

A presidente da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), desembargadora Sandra Regina Teodoro Reis, participou, nesta quarta-feira (7), do lançamento do projeto Todos por Elas. A iniciativa propõe oferta de conteúdo, em formato de curso on-line, a fim de promover conscientização e conhecimento sobre feminicídio e violência de gênero. A realização é uma parceria entre a Associação Comercial, Industrial e Serviços do Goiás (Acieg), a Universidade Alves de Faria (Unialfa) e a agência Quântico. O encontro foi realizado de forma híbrida, presencial e on-line, com número limitado de pessoas. Entre os convidados, estavam o vice-coordenador da Coordenadoria, juiz Vitor Umbelino Soares Junior, a ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH), o governador de Goiás, Ronaldo Caiado e a presidente da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e primeira-dama do Estado, Gracinha Caiado, entre outras autoridades estaduais. Durante cerimônia, a desembargadora Sandra Regina salientou que o acordo “Pacto Goiano pelo Fim da Violência Contra a Mulher”, lançado em 2019, é um dos percussores de uma das melhores políticas de enfrentamento contra o feminicídio no País. Destacou ainda a importância de projetos, como o lançado nesta quarta-feira, para fomentar e ampliar o alcance da política pública de enfrentamento. A magistrada falou, também, sobre a necessidade de articular a sociedade civil com políticas públicas, como a campanha “vizinho vigilante", que aposta nos moradores próximos para denunciar e proteger o corpo feminino de violência sistemática. Todos Por ElasSegundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), uma a cada quatro mulheres brasileiras sofreram algum tipo de violência, apenas pelo fato de serem mulheres. Entendendo a importância de fomentar o debate e a desmistificação do feminicídio ou qualquer violência de gênero, o projeto Todos por Elas inclui oferecimento de informativos, em vídeos e interativos, em uma plataforma on-line, para capacitar e fomentar o debate sobre o assunto.Para ampliar o alcance do conteúdo, a Acieg buscou parcerias com o setor produtivo, e cerca de 80 mil empresas goianas vão participar da iniciativa, a fim de oferecer o curso aos colaboradores. A cada conteúdo finalizado, haverá um questionário para o participante responder. A empresa que tiver 70% do seu quadro de funcionários com o curso concluído receberá um certificado da Acieg  com o selo de parceria e fomentadora do combate à violência da mulher. Ainda durante o evento, a vice-presidente da Acieg e coordenadora do Todos por Elas, Marisa de Melo, frisou que a intenção é “fomentar o debate entre os homens, que, normalmente, são a figura que causa violência, para refletir e rediscutir ideias de como a mulher é vista e tratada, dentro e fora do ambiente de trabalho”. (Texto: Lilian Cury - Centro de Comunicação Social do TJGO)
07/04/2021 (00:00)
Visitas no site:  287248
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.