Terça-feira
03 de Agosto de 2021 - 
Experiência, Honestidade e Compromisso a seu Serviço!

Controle de Processos

Aqui você acompanha seu processo, através da senha criada no escritório!

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,14 5,14
EURO 6,10 6,10

Newsletter

Call Center

Sede Silvânia - GO

Rua Antônio Leão Neto 40 
Centro
CEP: 75180-000
Silvânia / GO
+55 (62) 3332-2030+55 (62) 3332-1572

Sede Palmas - TO

Av. Teotonio Segurado, Ed. Amazônia Center s/n Sala 902, Em Frente ao Fórum de Palmas
Plano Diretor Sul
CEP: 77016-002
Palmas / TO
+55 (63) 3322-7278

Sede Goiânia - GO

Rua 136 761 Qd. F-44, Lt. 2-E, Ed. Nasa Business Style, 11º Andar, Parte D-32
Setor Sul
CEP: 74093-250
Goiânia / GO
+55 (62) 3602-0757

Previsão do tempo

Hoje - Aparecida do Ri...

Máx
34ºC
Min
17ºC
Predomínio de

Quarta-feira - Apareci...

Máx
35ºC
Min
18ºC
Predomínio de

Hoje - Palmas, TO

Máx
34ºC
Min
18ºC
Predomínio de

Quarta-feira - Palmas,...

Máx
35ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Hoje - Gameleira de Go...

Máx
29ºC
Min
16ºC
Predomínio de

Quarta-feira - Gamelei...

Máx
29ºC
Min
16ºC
Predomínio de

Hoje - Leopoldo de Bul...

Máx
28ºC
Min
12ºC
Predomínio de

Quarta-feira - Leopold...

Máx
28ºC
Min
14ºC
Predomínio de

Hoje - Vianópolis, GO

Máx
28ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Quarta-feira - Vianóp...

Máx
28ºC
Min
14ºC
Predomínio de

Hoje - Silvânia, GO

Máx
28ºC
Min
14ºC
Predomínio de

Quarta-feira - Silvân...

Máx
29ºC
Min
15ºC
Predomínio de

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Home

DECISÃO: Infração penal praticada em detrimento de interesse ou serviço da União atrai a competência da justiça federal

A 4ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) decidiu que a denunciação caluniosa contra promotor de justiça estadual na função de promotor eleitoral é infração penal em detrimento de interesse ou serviço da União, e por este motivo atrai a competência da Justiça Federal para processar e julgar o caso, nos termos do art. 109, IV, da Constituição Federal. No mesmo processo, o réu alegou não ter sido comprovado o dolo e que não haveria provas cabais do delito, e pediu a absolvição pela aplicação do princípio in dubio pro reo. Conforme salientou o relator, desembargador federal Néviton Guedes, “a função de promotor eleitoral, segundo a Lei Complementar 75/1993, compete ao Ministério Público Federal, que delega as funções, em virtude da inexistência de estrutura própria em todas as comarcas, ao Ministério Público Estadual”. A promotora de justiça, que atuava como promotora eleitoral no município de Presidente Figueiredo, foi alvo de persas representações e ações administrativas e judiciais formuladas pelo réu. Ao apreciar o mérito, o magistrado votou pela manutenção da sentença condenatória, salientando que, conforme relatado no processo, a oposição entre o réu e a promotora provocou não só ofensas à honra, como também a propositura de persas denúncias e ações sem qualquer embasamento jurídico e com a finalidade de interferir indevidamente na vida pessoal e na regular atuação da promotora de justiça em sua função eleitoral, com o conhecimento de que seriam falsas essas denúncias, restando configuradas a materialidade e autoria do crime. A decisão do Colegiado foi unânime, nos termos do voto do relator. Processo 0014051-97.2013.4.01.3200 Data do julgamento: 23/02/2021 Data da publicação: 04/03/2021 RBPS Assessoria de Comunicação Social Tribunal Regional Federal da 1ª Região          
23/06/2021 (00:00)
Visitas no site:  328691
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.